Gravidez e Bebê

Sinais da chegada do bebê

Os bebês anunciam a sua chegada. Na maioria das vezes, eles mandam sinais de que estão prontos para encarar o mundo aqui fora. Entretato a ansiedade, sensação comum à maioria das grávidas que estão próximas da hora do parto, pode inteferir na interpretação desses sinais.

Sinais da chegada do bebê

A contração, por exemplo, é um dos principais sinais de que a hora do nascimento do bebê está próxima. "É a evidência de que o trabalho de parto começou. Mas é preciso saber diferenciar as contrações em latente e ativa. Só nessa segunda fase é que se deve ir para o hospital", explica Eduardo Cordioli, coordenador médico da Maternidade do Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE).

De acordo com o dr. Eduardo é preciso paciência. O trabalho de parto normalmente tem início entre a 37ª e a 42ª semana de gestação e pode levar mais de 12 horas, principalmente se for o primeiro filho.

Dividido em duas fases é, em geral, na segunda – chamada de ativa – que a gestante deve tomar o caminho da maternidade. Permanecer em casa no início das contrações é mais confortável. A grávida fica no seu ambiente, na sua cama e, se tiver banheira, pode relaxar com um banho morno – excelente para aliviar as dores das contrações, caso elas ocorram.

Fique por dentro de cada etapa do trabalho de parto e saiba reconhecer os sinais reais da chegada do bebê.

Pré-parto: sinais sutis

Pode ter início 15 dias antes do nascimento ou até horas antes da chegada do bebê. Três sinais o anunciam e a gestante pode apresentar todos, alguns ou nenhum. Um deles é a contração de Braxton-Hicks, sentida a partir do sétimo mês, cuja frequência é maior na última quinzena da gravidez. São tão rápidas que as mulheres as confundem com a movimentação do bebê

A queda da barriga é outro sinal: o bebê desce e se encaixa na região pélvica.

O último sinal é a saída do tampão – um muco que bloqueia o útero e impede a entrada de bactérias vaginais. "Com a aproximação do parto, o feto pressiona o colo do útero e o tampão pode se soltar", conta o dr. Eduardo.

O bebê continua protegido pela bolsa d'água e ainda pode demorar 15 dias para nascer. Na calcinha, o tampão aparece como um corrimento amarelado ou esverdeado. É normal que contenha um pouco de sangue.

Em todos esses casos é importante ligar para o seu médico a fim de que ele acompanhe todos os sinais.

Fase latente: está quase na hora!

É nesse momento que começa de verdade o trabalho de parto. Essa fase pode durar de dois dias a duas semanas e as contrações vêm de forma irregular. "A contração ocorre para afinar o colo do útero e empurrar o bebê, alargar o canal de parto e dilatar o colo. Algumas mulheres relatam dor, outras não. Tudo depende do limiar de dor de cada uma", diz o dr. Cordioli. Nessa fase, a barriga endurece e depois relaxa. As contrações aparecem e depois somem. Avise o médico e fique de olho na evolução. Para ter certeza se está nessa fase, deite-se um pouco ou tome um banho quente. Se as contrações passarem, pode ser o que os médicos chamam de falso trabalho de parto.

Fase de transição: falta pouco

Nesse momento você deverá estar no hospital, com contrações em intervalos de 2 a 3 minutos. A fase de transição pode durar mais de duas horas, período em que a dilatação do colo do útero se aproxima dos 10 centímetros. É nesse período que a gestante recebe a analgesia (pequena dose de anestesia, que diminui a sensibilidade sem interferir nas contrações). O bebê também responde aos avisos dos hormônios maternos e começa a fazer manobras corporais para deslizar pelo canal de parto. Ele encosta o queixo no tórax, suspende um ombro e os ossos da cabeça se sobrepõem, fazendo-a diminuir de tamanho.

Fase de expulsão: vai nascer

A dilatação do colo do útero atinge 10 centímetros e a cabeça do feto estará visível pelo canal de parto. As contrações atingem sua intensidade máxima e têm duração maior, mas os intervalos passam a ser mais longos, de cinco em cinco minutos. O estágio pode durar por alguns minutos ou até 3 horas e termina com o
nascimento da criança.

Fase de dequitação: última contração

Entre 5 e 30 minutos após o nascimento do bebê a placenta será expulsa com uma última contração forte. Nas cesáreas, é o médico quem a retira.

Publicada em agosto/2008

Atualizada em novembro/2009

Precisa agendar? Clique aqui para encontrar um médico

Publicado em


Compartilhe

Deixe um comentário

* *
* Caracteres restantes: 500
* Campos Obrigatórios

Aviso: todo e qualquer comentário publicado na internet por meio deste sistema não reflete, obrigatoriamente, a opinião deste portal ou da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Hospital Albert Einstein. Os textos publicados são de exclusiva, integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. O Hospital Israelita Albert Einstein reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou, de alguma forma, prejudiciais a terceiros. Informamos ainda que poderá haver moderação dos comentários que apresentarem dados clínicos ou pessoais dos autores, visando garantir a privacidade destas informações. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação (nome e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.