Nutrição

Cuide de seu coração, cuidando do que você come

A escolha dos alimentos, a forma de prepará-los e as quantidades ingeridas exercem influência direta sobre a saúde. Sabemos que algumas comidas contribuem fortemente para o desenvolvimento da doença coronariana. E que, por outro lado, uma alimentação saudável e equilibrada pode atenuar o aparecimento de enfermidades crônicas, como a aterosclerose.

Cuide de seu coração, cuidando do que você comeO consumo de produtos com altos teores de gordura favorece o aumento do colesterol no sangue, principalmente da fração correspondente ao LDL, o chamado “colesterol ruim”. E colesterol elevado, você sabe, é um importante fator de risco para doenças cardiovasculares. Veja aqui em que alimentos esses inimigos se escondem.

A maioria das gorduras de origem animal é saturada, enquanto a maioria dos óleos vegetais e de peixes contém grandes quantidades de ácidos graxos insaturados e poliinsaturados. Os óleos de coco, de dendê e de chocolate, embora sendo produtos vegetais, contem maiores quantidades de ácidos graxos saturados.

Gordura saturada

Encontrada em produtos de origem animal, como carnes gordurosas, leite e seus derivados, além de polpa e leite de coco e de alguns óleos vegetais como os de dendê. Seu consumo elevado pode aumentar os níveis do colesterol “ruim” (LDL).

Gordura trans

Encontrada em produtos industrializados, como salgadinhos, batatas fritas, biscoitos recheados, bolachas cream-craker etc.. É sintetizada durante o processo de hidrogenação dos óleos vegetais, que os converte de líquidos em sólidos. Promove diminuição do colesterol “bom” (HDL), aumento de LDL e triglicérides.

Colesterol

Encontrado somente em alimentos de origem animal, como leite integral e seu derivados, sorvetes cremosos, além de carnes vermelhas gordurosas, pele de aves, carne suína, bacon, embutidos, vísceras e alguns animais marinhos. Também é produzido pelo organismo a partir das gorduras saturadas.

Gorduras que podem diminuir seu colesterol

Existem alimentos ricos em gordura, no entanto, que contribuem para a diminuição do colesterol ruim. Benéficos à saúde, mesmo assim devem ser consumidos com moderação, pois independente da fonte, cada grama de gordura produz 9 calorias. A ingestão exagerada tende a ocasionar aumento de peso.

Gordura Poliinsaturada: em temperatura ambiente apresentam-se sob a forma líquida. Conhecidas como ômega-3 e ômega-6, são essenciais ao organismo e obtidos somente através da dieta.

Ômega-6: encontrado em óleos vegetais de soja, açafrão, milho e girassol. Diminui o LDL e auxilia na função imunológica.

Ômega-3: presente na soja, linhaça e peixes de águas frias (salmão, atum, truta, sardinha, arenque, cavala). Contribui para a redução dos níveis de triglicerídeos no sangue e a coagulação sanguínea.

Gordura monoinsaturada (ômega 9): presente na azeitona, abacate, avelã, castanha de caju, amendoim, óleo de oliva e de canola. Reduz o risco de trombose, auxilia no aumento do HDL, diminui o colesterol total e LDL.

Dicas complementares

Consulte sua nutricionista e adapte a ingestão de calorias às suas necessidades diárias, evitando comer em excesso, principalmente em caso de sobrepeso ou obesidade.

Introduza mais fibras ao seu dia-a-dia (frutas, verduras, legumes, cereais integrais e grãos), pois produzem sensação de saciedade, melhoram o funcionamento do intestino e reduzem a absorção do colesterol. Evite o consumo de alimentos ricos carboidratos como balas, mel, açúcar, doces em geral, arroz branco, massas, pães brancos, pizza, biscoitos, refrigerantes e sucos com açúcar.

Acrescente à sua alimentação produtos à base de soja (grãos, farinha de soja, leite de soja, tofu, seitan, missô etc), pois podem contribuir para a diminuição do colesterol, principalmente da fração correspondente ao LDL, prevenindo a aterosclerose.

Consuma alimentos ricos em flavonóides (antioxidante que auxilia na diminuição das taxas de LDL). Os mais facilmente absorvidos são os presentes no suco de uva. Outras fontes absorvidas em menor quantidade são: morango, cereja, amora, jabuticaba, berinjela e chá verde.

Modere o consumo de sal e temperos industrializados.

Evite o consumo de bebida alcoólica, principalmente em caso de hipertensão, diabetes, obesidade ou triglicérides elevados. Lembre-se que 1 grama de álcool produz 7 calorias.

Evite preparações com recheios e coberturas, devido ao excesso de gordura e calorias.

Atenção na hora de escolher entre manteiga e margarina. A manteiga possui 80% de gordura saturada e cada 100g do produto fornece 250mg de colesterol. Já as margarinas devem ser isentas de gorduras trans.

Evite alimentos enlatados, embutidos e molhos industrializados.

Crie o hábito de ler os rótulos dos alimentos e escolha criteriosamente os produtos antes de comprá-los.

Não perca o controle pelo fato de comer fora. Consulte o cardápio e selecione os pratos, de acordo com sua composição e preparação. Não ceda à pressão de garçons, que tendem a induzir o cliente a consumir além de suas necessidades.

Em resumo

A alimentação saudável deve ser composta por alimentos capazes de fornecer ao organismo quantidades adequadas e balanceadas de nutrientes (proteínas, carboidratos, gorduras, vitaminas, minerais, fibras e água). Variando sabores, cores e texturas, você tende a consumir todos estes nutrientes e torna o seu cardápio mais saboroso e atraente.

Atualizada em setembro/2010 por Michelle Gil, nutricionista

Publicado em  


Compartilhe

Deixe um comentário

* *
* Caracteres restantes: 500
* Campos Obrigatórios

Aviso: todo e qualquer comentário publicado na internet por meio deste sistema não reflete, obrigatoriamente, a opinião deste portal ou da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Hospital Albert Einstein. Os textos publicados são de exclusiva, integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. O Hospital Israelita Albert Einstein reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou, de alguma forma, prejudiciais a terceiros. Informamos ainda que poderá haver moderação dos comentários que apresentarem dados clínicos ou pessoais dos autores, visando garantir a privacidade destas informações. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação (nome e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.